Introdução ao Manual Básico de Guitarra

Luciano Menezes

Apresentando a 2ª Versão On-Line de meu Manual Básico para Guitarra. A 1ª versão foi publicada em 1997.

Todo o material apresentado aqui será uma cópia do material utilizado em aulas. Esta é a versão reduzida do manual que continuará disponível on-line gratuitamente.  Continuar lendo

Como praticar

Esta “Planilha de Estudo” foi desenvolvida para ser um guia que pode variar de pessoa para pessoa, dependendo de seu nível de habilidade, aptidão para aprender e tempo disponível para praticar. A idéia principal é oferecer um plano de estudo organizado com objetivos definidos. Continuar lendo

Desenvolvimento Técnico Inicial (artigo)

Acredito que o mais importante a ser desenvolvido num músico iniciante é uma técnica sólida. Isso lhe trará benefícios tais como um timbre excelente, uma pegada ótima e liberdade para a escolha de repertório, já que estará apto a tocar qualquer música com qualidade. Por isso há uma ênfase maior nesse aspecto no início para depois ocupar o status de apenas exercícios para aquecimento das mãos.

Continuar lendo

Exercícios para Aquecimento

Sempre, antes de cada sessão de estudo, devem ser realizados 5 a 10 minutos de exercícios de aquecimento.

Aqui vão dois exemplos básicos e importantes: Continuar lendo

Aprendendo os nomes das notas no braço do violão ou guitarra

“Como músico competente, espera-se que tenha familiaridade com o braço ou a escala de seu instrumento. Além disso, saber encontrar as notas na escala de seu instrumento é imprescindível para o andamento de qualquer curso.”

Vamos usar alguns desenhos para visualizarmos as relações entre as cordas… Continuar lendo

Bicordes ou “Power Chords”

Bicorde ou “Power Chord” é o… Continuar lendo

Sistema 5 maior (CAGED)

A 1ª vez em que ouvi falar neste sistema, foi na revista Guitar Player americana, no ano de 1984, se não me engano. Também vi grandes guitarristas, como Joe Pass, o utilizarem em seus cursos e aqui no Brasil se tornou popular através do mestre Mozart Melo. Continuar lendo

Escala Diatônica Maior x Sistema 5

Seguem os desenhos da Escala Diatônica Maior x Sistema 5.
Clique para ampliar:

Escala-Maior-x-Sistema-5

 

Índice

Luciano Menezes é guitarrista e professor de guitarra, violão e teoria musical em São Paulo e São Bernardo do Campo. Aulas presenciais, em domicílio e pelo SKYPE.

Facebook  YouTube  SoundCloud

Escala Diatônica Menor x Sistema 5

Seguem os desenhos da Escala Diatônica Menor x Sistema 5.
Clique para ampliar:

Imagem

Índice

Luciano Menezes é guitarrista e professor de guitarra, violão e teoria musical em São Paulo e São Bernardo do Campo. Aulas presenciais, em domicílio e pelo SKYPE.

Facebook  YouTube  SoundCloud

Pentatônica Maior x Sistema 5

Seguem os desenhos da Escala Pentatônica Maior x Sistema 5.
Clique para ampliar:

Imagem

 

Índice

Luciano Menezes é guitarrista e professor de guitarra, violão e teoria musical em São Paulo e São Bernardo do Campo. Aulas presenciais, em domicílio e pelo SKYPE.

Facebook  YouTube  SoundCloud

Pentatônica Menor x Sistema 5

Segue os desenhos da Escala Pentatônica Menor x Sistema 5.
Clique para ampliar:

Penta-Menor

 

Índice

Luciano Menezes é guitarrista e professor de guitarra, violão e teoria musical em São Paulo e São Bernardo do Campo. Aulas presenciais, em domicílio e pelo SKYPE.

Facebook  YouTube  SoundCloud

Intervalos

Classificação e qualificação de Intervalos.

Segue a página correspondente do Manual Básico de Guitarra, versão física.
Clique para ampliar:

Intervalos-p47

 

Índice

Luciano Menezes é guitarrista e professor de guitarra, violão e teoria musical em São Paulo e São Bernardo do Campo. Aulas presenciais, em domicílio e pelo SKYPE.

Facebook  YouTube  SoundCloud

Formação de Escalas Maiores

Segue a página correspondente do Manual Básico de Guitarra, versão física.
Clique para ampliar:

Escala Maior

Índice

Luciano Menezes é guitarrista e professor de guitarra, violão e teoria musical em São Paulo e São Bernardo do Campo. Aulas presenciais, em domicílio e pelo SKYPE.

Facebook  YouTube  SoundCloud

Escalas Menores

Segue a página correspondente do Manual Básico de Guitarra, versão física.
Clique para ampliar:

Imagem

Índice

Luciano Menezes é guitarrista e professor de guitarra, violão e teoria musical em São Paulo e São Bernardo do Campo. Aulas presenciais, em domicílio e pelo SKYPE.

Facebook  YouTube  SoundCloud

Formação de Escalas Pentatônicas

Pentatônicas são, provavelmente, as escalas mais usadas em música. Encontradas na música primitiva de todas as culturas antigas, hoje elas são usadas em estilos musicais que vão do blues e rock ao jazz e o clássico. O termo “pentatônica” refere-se ao número de notas na escala. Portanto, as escalas pentatônicas contêm cinco notas enquanto as escalas diatônicas contêm todas as sete notas do alfabeto musical. Embora contenham um menor número de notas, as duas escalas pentatônicas mais comuns ainda refletem as características de suas equivalentes diatônicas, maiores e menores.

A escala pentatônica maior

A escala pentatônica maior pode ser vista como a escala diatônica maior menos os quarto e sétimo graus, sobrando os seguintes: 1, 2, 3, 5 e 6.

Fig. 1: Escalas diatônica e pentatônica maiores de dó

Pentatônica Maior

A escala pentatônica maior tem um som simples e despojado e resolve um problema que a escala diatônica maior apresenta para improvisadores sem treino ou experiência. Os quarto e sétimo graus da escala maior, estando a meio tom de distância da terça e da oitava, respectivamente, têm grande tendência de resolução. Se forem deixados sem resolução sem um propósito claro, o que acontece frequentemente quando músicos iniciam na arte da improvisação, o efeito resultante será instável e incompleto. Eliminando essas notas da escala, junto com os intervalos de meio tom, as dificuldades melódicas são reduzidas, mas a essência da escala maior permanece. Melodias se tornam muito mais fáceis de serem manipuladas, razão, em parte, para a atração universal que a escala pentatônica exerce.

Escala pentatônica menor

A escala pentatônica menor pode ser vista como a escala diatônica menor menos os segundo e sexto graus, sobrando os seguintes: 1, 3b, 4, 5 e 7b.

Fig. 2: Escalas diatônica e pentatônica menores de

Pentatônica Menor

Na escala menor natural, o quarto e o sétimo graus estão a um tom de distância da terça e oitava, respectivamente, por isso não têm a mesma tendência de resolução que essas notas teriam na escala maior. Entretanto, o segundo grau (meio tom abaixo da terça menor) e o sexto grau (meio tom acima da quinta justa), se manuseados sem o devido cuidado, podem criar um certo problema nas tonalidades menores. A pentatônica menor elimina estes intervalos de meio tom, mantendo a essência da escala menor e tem a mesma função que a pentatônica maior – ser uma escala simples e direta para improviso e composição.

Índice

Luciano Menezes é guitarrista e professor de guitarra, violão e teoria musical em São Paulo e São Bernardo do Campo. Aulas presenciais, em domicílio e pelo SKYPE.

Facebook  YouTube  SoundCloud